O vietnamita "Ihich Nhat Hanh", monge budista e filósofo, nos ensina a saborear uma boa xícara de chá. Temos de estar cpmpletamente consciente para sentir prazer com o chá. Somente na consciência do momento presente nossas mãos podem sentir o agradável calor da xícara. Somente no presente podemos sentir o aroma e a douçura, apreciar o requinte do sabor. Se estivermos ruminando acerca do passado, a experiência de saborear a xícara de chá nos fugirá completamente. Quando olharmos a xícara, o chá já se acabou.

A vida é assim. Se não estivermos inteiramente no momento presente, olharemos em nossa volta e ele terá passado. Teremos deixado de sentir o contato, o aroma, o requinte e a beleza da vida. Esta parecerá estar nos deixando para trás.

O passado terminou. Devemos aprender com ele e deixá-lo ir. O futuro ainda não chegou. Devemos fazer planos, mas não perder tempo em preocupar-nos com ele. De nada vale preocupar-nos. Quando paramos de ruminar a respeito do que já aconteceu, quando paramos de preocupar-nos com o que talvez nunca aconteça, então estaremos vivendo o presente e começaremos a sentir a alegria de viver.